banner

banner

domingo, 26 de março de 2017

Donos da boate Kiss e integrantes de banda vão a júri popular

BByBQwZ
Quatro anos após a tragédia da boate Kiss, a Justiça do Rio Grande do Sul decidiu nesta terça-feira que dois sócios da casa noturna onde ocorreu a tragédia e dois integrantes da banda que se apresentava na noite do incêndio deverão ser julgados no Tribunal de Júri pelo crime de homicídio simples. Em 27 de janeiro de 2013, um incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, causou a morte de 242 pessoas e deixou 680 feridos.
A Justiça ainda não condenou nenhuma pessoa ligada à tragédia. No recurso que foi julgado nesta terça-feira, o Ministério Público acusa de homicídio quatro pessoas: os empresários Elissandro Spohr e Mauro Hoffmann, o produtor musical Luciano Augusto Bonilha Leão e o vocalista da banda Gurizada Fandangueira, Marcelo de Jesus dos Santos.
O júri da boate Kiss ainda não foi marcado. Ao final do julgamento, familiares das vítimas aplaudiram a decisão, segundo informações do TJ-RS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário