banner

banner

sexta-feira, 31 de março de 2017

MP abre processo contra servidor que disparou contra procurador e promotor no RN

Guilherme Wanderley Lopes da Silva
Quatro dias após o atentado a tiros contra o procurador-geral adjunto do Ministério Público do Rio Grande do Norte, Jovino Pereira da Costa Sobrinho, e o promotor de Justiça Wendell Beetoven Ribeiro, o corregedor nacional do Ministério Público, Cláudio Portela, instaurou hoje (28) processo administrativo disciplinar para apurar a conduta do servidor Guilherme Wanderley Lopes da Silva, autor dos disparos.
De acordo com o conselho, com a abertura do processo, ele será distribuído a um conselheiro relator, que colherá o depoimento do acusado e conduzirá o processo no prazo de 90 dias.
Para o corregedor nacional, as circunstâncias do crime indicam a prática das faltas disciplinares que poderão resultar na demissão do servidor. Em nota, a assessoria do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) informou que o corregedor nacional propôs que Silva seja notificado pessoalmente da decisão da instauração do processo. O objetivo é possibilitar a apresentação de manifestações e a sustentação oral na próxima sessão ordinária do conselho, marcada para o dia 24 de abril.

Nenhum comentário:

Postar um comentário