banner

banner

terça-feira, 25 de abril de 2017

Papa compara centros de refugiados da Europa a campos de concentração

PAPA
O papa Francisco descreveu neste sábado (22) alguns centros de refugiados da Europa como “campos de concentração”, ao prestar homenagem a uma cristã desconhecida assassinada por sua fé, diante do marido, que é muçulmano.
“Esses campos de refugiados… Muitos deles são campos de concentração, (…) abandonados aos povos generosos que os acolhem, que têm de passar esse peso para frente porque os acordos internacionais parecem ser mais importantes do que os Direitos Humanos”, afirmou Francisco, em uma cerimônia em memória dos mártires modernos do Cristianismo.
Saindo do roteiro que tinha preparado e se mostrando emocionado enquanto falava, o pontífice argentino disse querer que a vítima fosse lembrada com outros mártires na basílica de São Bartolomeu, em Roma.
Francisco contou que conheceu o marido da falecida e seus três filhos em uma visita a um acampamento de refugiados na ilha grega de Lesbos no ano passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário