banner

banner

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Joesley Batista delatou 1.893 agentes políticos, diz defesa da JBS

joesley-batista-jf-holding-2012-6
A JBS enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um relatório para defender a validade do acordo de colaboração feito com a Procuradoria-Geral da República (PGR). No texto, a companhia compara a delação de Joesley Batista à do executivo Marcelo Odebrecht. As informações são da coluna de Monica Bergamo, do site do jornal Folha de S. Paulo, desta quarta-feira (14).
De acordo com o documento, Joesley delatou 1.893 agentes políticos, enquanto Odebrecht comprometeu 70. O empreiteiro mencionou 24 políticos com prerrogativa de foro privilegiado, contra 34 do acionista da JBS, que obteve perdão judicial.
Odebrecht deve cumprir pena de 7 anos e seis meses, sendo pelo menos dois em regime fechado.
O texto cita, ainda, valores fechados de acordo de leniência. Afirma que a JBS pagará R$ 10 bilhões em 25 anos, enquanto a Odebrecht desembolsará R$ 3,8 bilhões em 23 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário