banner

banner

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Maior incêndio da história de Portugal mata 62

f_393073
Um intenso incêndio florestal em Pedrógão Grande, região de Leiria, em Portugal, já provocou a morte de pelo menos 62 pessoas, muitas delas presas em seus carros enquanto as chamas atingiram a área. O número de feridos neste que é o maior incêndio da história do país já chega a 60 pessoas, incluindo civis e bombeiros.
Acredita-se que um raio tenha provocado o incêndio em Pedrógão Grande, depois que os investigadores encontraram uma árvore atingida durante uma tempestade “seca”. Esse fenômeno ocorre quando a chuva evapora antes de atingir o solo devido às altas temperaturas. Portugal, como a maioria dos países da Europa meridional, é propenso a incêndios florestais nos meses secos do verão.
“Esta é uma região que tem incêndios por causa de suas florestas mas não nos lembramos de uma tragédia dessas proporções”, disse o prefeito de Pedrógão Grande, Valdemar Alves. “Estou completamente atordoado com o número de mortes”. As autoridades disseram anteriormente que o calor de 40ºC nos últimos dias poderia ter contribuído para o incêndio, registrado a cerca de 150 quilômetros a nordeste de Lisboa. Aproximadamente 700 bombeiros trabalham para tentar apagar os incêndios desde sábado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário