banner

banner

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Ministério da Saúde quer proibir refil de refrigerante em fast-food

refrigerante
O ministro da Saúde, Ricardo Barros, disse nesta terça-feira (13) que a pasta estuda um acordo para tentar retirar a oferta de refil de refrigerantes em redes fast-food. Caso o acordo com as redes não seja concretizado, o governo planeja enviar um projeto de lei ao Congresso.
“Isso para nós é um problema muito grave a ser resolvido. Vamos manter a tentativa de um acordo voluntário, senão partiremos para uma ação restritiva”, afirmou. Segundo Barros, a estimativa é que o país tenha cerca de mil lojas de restaurantes fast-food que permitem que o cliente “recarregue” os copos de refrigerante. “Pesquisas mostram que aumenta 35% o consumo de refrigerantes se a pessoa compra refil”, completa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário