banner

banner

domingo, 11 de junho de 2017

Zika afeta 5% de bebês de grávidas infectadas, diz centro dos EUA

O primeiro relatório sobre como o vírus da zika afetou territórios dos Estados Unidos mostrou que 5% das mulheres com infecções confirmadas tiveram filhos com malformações, informam autoridades de saúde dos EUA nesta quinta-feira (8).
O documento dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) é o primeiro a incluir números oficiais de Porto Rico, que declarou nesta segunda-feira (5) o fim da epidemia de zika, com base em dados que mostram a queda no número de novos casos.
Os CDC reiteraram nesta quinta a recomendação para que mulheres grávidas não viagem a Porto Rico, lembrando que a zika continua representando um risco para grávidas de lá e em qualquer outro lugar onde o vírus esteja ativo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário