banner

banner

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Após melhora em 2015, Estados têm rombo de R$ 2 bilhões em 2016

dinheiro
O aumento dos gastos com Previdência e o impacto negativo da crise sobre a arrecadação fez os Estados brasileiros registrarem um deficit primário de R$ 2 bilhões no ano passado, mostram dados divulgados nesta quinta-feira (17) pelo Tesouro Nacional.
O quadro apresentou uma piora em relação a 2015, quando o resultado foi positivo em R$ 886 milhões. Enquanto as receitas líquidas dos entes da federação subiram R$ 30 bilhões no ano passado, as despesas cresceram R$ 32,9 bilhões.
Os números do Tesouro diferem dos informados pelo Banco Central porque a autoridade monetária faz o cálculo com base na variação das dívidas dos entes da federação. Os gastos com Previdência foram determinantes na piora. Essas despesas somaram R$ 84,4 bilhões, um crescimento de 10% na comparação com 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário