banner

banner

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

IBGE aponta falta de trabalho para 26,3 milhões de pessoas no 2º trimestre

5995968cbf876a1a475f6429
A taxa composta de subutilização da força de trabalho recuou de 24,1% no primeiro trimestre de 2017 para 23,8% no segundo trimestre, segundo os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) trimestral, divulgados nesta quinta-feira, 17, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
O resultado equivale a dizer que faltava trabalho para 26,3 milhões de pessoas no País no segundo trimestre. No primeiro trimestre, eram 26,5 milhões nessa condição. Embora tenha recuado o total de desocupados, houve aumento no montante de trabalhadores subocupados.
“A subocupação subiu e a desocupação caiu. Ou seja, o mercado contratou mais pessoas subocupadas”, resumiu Cimar Azeredo, coordenador de Trabalho e Rendimento do IBGE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário