banner

banner

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

José Adécio critica reordenamento de comarcas


Mais uma vez o deputado José Adécio (DEM) voltou a se pronunciar contra o rezoneamento de comarcas anunciado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).  A resolução 23.422/2015 extingue no País 70 zonas eleitorais em 16 capitais. No Rio Grande do Norte serão extintas sete zonas eleitorais e remanejadas cinco. O deputado critica a mudança, que na sua avaliação irá prejudicar a população de baixa renda, devido aos custos com deslocamento.

“Lamento profundamente essa decisão e nós não temos como reverter, mas a bancada federal poderia se mobilizar. Esta é uma pancada muito forte no cidadão mais simples e mais pobre”, afirmou o deputado, que esteve reunido com desembargadores do Tribunal de Justiça do RN para tratar do assunto.

José Adécio ressaltou que as pessoas de baixa renda serão as mais penalizadas, porque arcarão com custos de deslocamento e alimentação quando precisarem se dirigir a outro município. “Se um morador de Pedro Avelino, por exemplo, tiver alguma pendência judicial, terá que se deslocar para Lages, pagar passagens e gastar com alimentação”, ponderou o deputado.

De acordo o TSE o rezoneamento em todo o País deverá corrigir distorções em zonas eleitorais e poderá gerar uma economia anual de aproximadamente R$ 74 milhões aos cofres públicos. Segundo a corte, a ideia é criar um novo modelo eficaz de atendimento ao eleitor e corrigir as distorções no quantitativo em zonas eleitorais. Com a medida, nas capitais, o objetivo é ter 80 mil eleitores por zona.

Nenhum comentário:

Postar um comentário