banner

banner

quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Nélter considera um absurdo os serviços prestados pela união no RN

A deficiência dos serviços prestados pela União, no Rio Grande do Norte, foi considerada pelo deputado Nélter Queiroz (PMDB) como um absurdo pelos prejuízos que está causando a população de vários municípios do interior. Ele se referiu ao fechamento dos fóruns eleitorais. O parlamentar sugeriu que se a União não tem condições de manter os serviços, acabe com a obrigatoriedade do voto.

“Isso que está acontecendo é um absurdo. Essas decisões tomadas em Brasília estão prejudicando o povo que quer votar para escolher os deputados estaduais, os federais, os senadores e o presidente da República. Precisamos ir a Brasília urgentemente para reverter essa situação. O que a gente ouve do povo no interior é a pergunta: por que não se cassa esse Presidente corrupto, que inclusive é do meu partido?”, questionou o deputado.

Ele sugeriu à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa que forme uma comissão parlamentar para ir a Brasília e mobilizar a bancada federal, porque, segundo ele, o que está faltando “é bater na mesa e exigir respeito ao povo do Rio Grande do Norte. O povo está revoltado com a nossa bancada”, asseverou Nélter.

O deputado questionou ainda o fato do Banco do Brasil está com agências fechadas em 16 municípios, algumas delas há mais de dois anos e o superintende do Banco, no Estado, não tem autonomia para reabri-las, de acordo com o parlamentar. Ele registrou também que a agência postal de Jardim de Piranhas, na região Seridó, não funciona porque não tem um vigilante armado e não há esse tipo de vigilância na cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário