banner

banner

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

O povo do Seridó tem pressa para a conclusão de Oiticica, diz prefeito de Caicó

oi3
O Governo Federal reduziu os repasses mensais que deveriam ser no valor de R$ 15 milhões para apenas R$ 4,7 milhões. Com isso a construtora responsável diminuiu o ritmo das obras, o que vem provocando atraso na execução e adiamento do cronograma. A redução na liberação dos recursos pelo Ministério da Integração Nacional e pelo Ministério do Planejamento também atrasa a construção do novo distrito de Barra de Santana, para onde serão realocadas 254 famílias que terão as áreas que ocupam há dezenas de anos inundadas pelo lago da Barragem.
Ao final da reunião ficou decidido que os parlamentares federais irão apresentar pelo menos uma emenda coletiva impositiva ao orçamento da união de 2018 para as obras da Barragem de Oiticica e serão marcadas audiências com os ministros da Integração Nacional, Hélder Barbalho, e do Planejamento, Henrique Meireles, para reforçar os pleitos pela liberação das parcelas no valor de R$ 15 milhões/mês.

Nenhum comentário:

Postar um comentário