banner

banner

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

RN tem 18 açudes em volume morto

198915
O nono pedido consecutivo de decreto de emergência  para a situação da seca, solicitado pelo Governo do Rio Grande do Norte ao Governo Federal, já está na Procuradoria do Estado para ser analisado e enviado à Brasília. No pedido, o Governo destaca a situação de escassez hídrica que acontece há seis anos no Estado e os prejuízos causados atualmente a 153 municípios e ao setor produtivo. O número de cidades afetadas é o mesmo do registrado no mesmo período de 2016, ano em que a seca foi considerada a maior da história do RN.
Segundo os dados contidos no pedido da continuidade do decreto, o setor da agricultura, pecuária e pesca sofre com a seca, anualmente, uma perda de R$ 4 bilhões, representando uma redução superior a 50% na contribuição do setor no PIB do estado. Já a Caern, segundo informações da companhia, só no primeiro semestre deste ano, deixou de faturar cerca de R$ 9 milhões nas cidades que sofreram colapso. O pedido de decreto destaca que quando um município sofre colapso a tarifa de água é deixada de ser cobrada, mas os gastos do Estado continuam com o abastecimento feito por carros-pipa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário