banner

banner

quinta-feira, 24 de maio de 2018

Casal que desviou de R$ 14 milhões no TJRN tem recurso negado

Carla Ubarana
A justiça negou nesta terça-feira um pedido feito pela ex-chefe do setor de precatórios do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), Carla Ubarana, e seu marido, george Leal; casal condenado à prisão por ter participado de esquema que desviou R$ 14 milhões do Judiciário potiguar.
O casal ficou muito famoso em janeiro de 2012 quando a Polícia deflagrou a operação Judas, que investigava esquema de desvio de dinheiro dentro do Tribunal de Justiça do RN. Dois desembargadores, Oswaldo Cruz e Rafael Godeiro, foram indicados como suspeitos, mas não foram condenados.
A história ficou conhecida em todo o Brasil pela casa, pelo carro e pelo padrão de vida que os dois ostentavam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário