banner

banner

sexta-feira, 22 de junho de 2018

Em nova campanha, Temer vincula impopularidade à crise de governos passados

temer
O Palácio do Planalto estreou nesta terça-feira, 19, nova campanha publicitária em que vincula a impopularidade do presidente Michel Temer (MDB) ao cansaço da população por causa da crise econômica provocada por governos passados – sem citar o PT e a ex-presidente Dilma Rousseff, de quem Temer era vice-presidente. O governo usa atores para afirmar que o Brasil estava “no caos”, com números comparáveis ao de um país “em guerra”.
Sobre as cobranças por resultados econômicos melhores e impactos de medidas do governo, como a redução do desemprego, a propaganda oficial afirma que eles só virão no futuro: “O fato é que a maioria dessas mudanças que o governo fez só vão ser sentidas lá na frente.”
Também sem menções ao processo de impeachment de Dilma, o governo Temer afirma que “teve que assumir esse pepino” em que todos estavam “passando por um sufoco terrível”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário