banner

banner

terça-feira, 5 de junho de 2018

Sucateamento das escolas estaduais é tema de debate na Assembleia


Salas de aula superlotadas e sem climatização. Falta de professores. Problemas elétricos e estruturais. Transportes escolares em péssimo estado. Esses foram alguns dos problemas relatados por estudantes e professores da rede pública do Estado, em audiência pública realizada nesta terça-feira (5), na Assembleia Legislativa. Proposto pelo deputado Mineiro Lula (PT) após solicitação de estudantes secundaristas, o debate girou em torno do tema “A situação das escolas da rede pública do Rio Grande do Norte”.

“O objetivo dessa discussão é chamar a atenção da sociedade para a situação precária das escolas estaduais no Estado. É preciso que a sociedade cobre do Governo as condições e estruturas necessárias. Só assim essa realidade pode ser modificada. É importante que a população busque seus direitos, para que os alunos possam frequentar as escolas e os professores e funcionários tenham condições adequadas de trabalho”, argumentou Mineiro.

Segundo o presidente da União dos Estudantes Secundaristas Potiguares (UESP), Marcos Alexandre Santos, a luta contra a precarização das escolas estaduais do RN é constante. “Na última greve dos professores, uma das reclamações foram justamente as péssimas condições estruturais das escolas. Por todo o município de Natal, os alunos vivenciam problemas, como janelas quebradas, falta de ventiladores, ausência de quadra poliesportiva coberta, transportes superlotados. E a lista não para por aqui”, relatou o estudante.

Para Marcos Alexandre, a escola é muito mais que uma sala de aula; é um local para se ter acesso ao conhecimento, ao esporte, ao lazer. O presidente da UESP cobrou ainda um calendário de reformas nas escolas norte-rio-grandenses. “Precisamos de uma resposta imediata do Governo, para podermos ter uma tranquilidade maior e conseguir ter acesso a uma educação de qualidade, que é nosso direito”, desabafou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário