banner

banner

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Mais Médicos: maioria das vagas não ocupadas está nos distritos indígenas

mais médicos
Das 106 vagas que não foram ocupadas depois da primeira etapa de seleção de profissionais para o Mais Médicos, 63 estão em Distritos Especiais de Saúde Indígena, os Dseis, o que equivale a 59% do total. Dos 34 distritos de saúde indígenas existentes no país, oito — todos no Norte — ficaram com vagas ociosas depois do término das inscrições na última sexta-feira (7).
Segundo especialistas ouvidos pelo G1, a explicação para esse cenário passa por três aspectos:
o isolamento de algumas dessas comunidades, principalmente as da região amazônica;
o perfil do estudante de medicina brasileiro;
o modo como a carreira médica é feita no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário